Oficina SOL

Lugar à mesa para todos no Natal do MEO

Na inauguração da maior e mais recente loja MEO na rotunda da Boavista, no Porto, a empresa deu também a conhecer a sua campanha natalícia. À mesa de uma ceia de Natal, são abordadas cinco causas de inclusão social, ilustradas com personagens e narrativas reais e contadas na primeira pessoa por Benedita, Viviane, Pilar, Ester e Francisco.

DR  


Cinco histórias verídicas e cinco causas sociais. Este ano, o MEO, marca do segmento de consumo da Altice Portugal, surpreende com a sua mais recente campanha natalícia que vai «além da habitual ficção narrativa» típica desta época. Assente na assinatura «Humaniza-te», esta campanha junta à mesa de Natal cinco protagonistas reais com diferentes vivências «em prol da inclusão social».

Disso são exemplo a Viviane, uma refugiada da Costa do Marfim a viver há́ alguns meses em Portugal, depois de atravessar o Mar Mediterrâneo com um filho ao colo, cuja história pretende «sensibilizar para a temática dos refugiados».

A Pilar, com trissomia 21, que aos 26 anos começou a trabalhar e conquistou a sua independência. Uma história que «alerta para as dificuldades de inclusão no mercado de trabalho».

A Ester, uma adolescente mexicana adotada aos nove anos por um casal português que também já tinha adotado o seu irmão. Um caso raro de adoção que junta dois familiares biológicos.

O Francisco, que aproveitou a reforma para se dedicar ao triatlo completando, pela primeira vez aos 67 anos, a prova Iron Man que se realizou este ano em Cascais e que visa demonstrar que «na segunda metade da vida muitos desafios podem ser também alcançados».

E por fim, a Benedita, uma mulher transgénero que concluiu o seu processo de transição e que conta a sua experiência entre o preconceito e a aceitação.

Criada pela agência Partners e realização a cargo de Pedro Varela, a nova campanha multimeios do MEO que assina em parceria com a Fundação Altice arranca com um filme genérico criado em take único, que juntou à mesa pela primeira vez todos os protagonistas. A esse filme juntam-se mais cinco que partem desse jantar de Natal e mergulham em imagens de cada um dos protagonistas, culminando num documentário que estreia dia 1 de dezembro no canal 79 do MEO e nas plataformas digitais da marca, que serão ainda acompanhadas de mais conteúdos, entrevistas e ligações a entidades do setor social ligadas a estas causas.

A campanha que este ano não conta com os habituais embaixadores, entre eles caras conhecidas do desporto como Cristiano Ronaldo ou Miguel Oliveira, compõe-se com a participação de Carolina Deslandes, a embaixadora de causas do MEO, que dá voz à banda sonora dos vários filmes, interpretando o tema A Million Dreams, da P!nk.

Dando continuidade ao movimento iniciado pela marca em 2018, de «humanizar» a sociedade através da tecnologia, o Meo posiciona-se neste Natal como «marca de causas»

«É uma campanha para despertar consciências para um outro lado do Natal. Para quem não tem um Natal em família, em paz e em comunhão», afirmou o presidente executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, durante o lançamento desta campanha que decorreu no mesmo dia de inauguração da nova mega store MEO da Rotunda da Boavista, no Porto.

Nova loja reforça conceito de proximidade

A loja, que foi renovada, é a maior da MEO em Portugal, com localização privilegiada no coração da cidade do Porto. São 450 metros quadrados distribuídos por dois pisos que procura materializar o conceito de proximidade da marca, ao recorrer a um espaço sem qualquer balcão de atendimento a separar o cliente dos colaboradores, «promovendo um atendimento mais próximo e humano e uma melhor experiência de atendimento para os clientes».

Este atendimento ao público será assegurado seis dias por semana por 26 profissionais especializados.

A  sua localização privilegiada e o facto de ser a maior loja MEO de toda a rede alia-se a mais três elementos. Um espaço Altice Empresas, exclusivamente dedicado ao atendimento de clientes empresariais, onde poderão ser encontradas soluções adaptadas a cada empresa. Também uma pop-up store, que se caracteriza por ser um novo espaço multifuncional preparado para apresentar novas áreas ou linhas de produto das marcas da Altice Portugal. Para estrear o espaço, o MOCHE deu a conhecer a sua linha de roupa e acessórios. E ainda o espaço relaxing, que pretende promover uma experiência única aos clientes que visitem a loja MEO, disponibilizando uma vista privilegiada para a zona da Boavista com a possibilidade de saborear um café́ MEO.

Este mais recente espaço comercial destaca-se ainda por uma forte componente tecnológica, com uma experiência sensorial sustentada num ambiente de smart home, smart living e conectividade, onde a rede 5G terá um papel central no que diz respeito à disponibilização de equipamentos, produtos e serviços inovadores.

«Pretendemos materializar a nossa assinatura. Quando dizemos humaniza-te, naturalmente a tecnologia é um veículo de comunicação para a relação com as pessoas, mas é acima de tudo uma forma de proximidade entre as pessoas. Queremos que as pessoas se sintam confortáveis neste espaço. E estudamos uma solução para eliminar barreiras e para que os clientes possam interagir com os nossos colaboradores», explicou o administrador do segmento de Consumo da Altice Portugal, João Epifânio.

Apesar do difícil período que o retalho físico atravessou em Portugal, a Altice tem apostado na renovação da sua rede de mais de 200 lojas MEO em todo o país, tendo já remodelado cerca de 70 lojas nos últimos cinco anos, sendo que contam renovar as restantes lojas nos próximos dois anos.

A loja de Angra do Heroísmo foi a primeira a abrir com o novo conceito de proximidade, sem barreiras físicas no atendimento e orientada para a experimentação, mas a marca já avançou com outros espaços em Entrecampos e Coimbra.

Questionado sobre o valor total deste investimento, o responsável respondeu que é «costume dizer-se que contas só se fazem no fim», mas adiantou que o investimento deverá rondar entre os 40 ou 50 milhões de euros até ao final do programa.