Internacional

Milhares de pessoas manifestaram-se em Bruxelas contra as novas medidas para combater a covid-19

Em causa está o uso obrigatório de máscara de proteção individual a partir dos 10 anos e a extensão do teletrabalho obrigatório até pelo menos 12 de dezembro, durante quatro dias por semana.


Milhares de pessoas manifestaram-se, este domingo, nas ruas de Bruxelas, na Bélgica, para protestar contra as medidas impostas para combater a pandemia de covid-19 no país.

Segundo dados disponibilizados pela polícia belga à agência de notícias Associated-Press (AP), estima-se que tenham participado cerca de 35 mil pessoas.

Em causa está o uso obrigatório de máscara de proteção individual a partir dos 10 anos e a extensão do teletrabalho obrigatório até pelo menos 12 de dezembro, durante quatro dias por semana.

Os manifestantes marcharam atrás de uma faixa onde se lia “Juntos pela Liberdade” e gritavam “liberdade, liberdade, liberdade”. Foi ainda ouvida a música antifascista italiana ‘Bella Ciao’.

Houve registo de foguetes e bombas de fumo, mas a manifestação foi considerada pacífica, sem existência de episódios de violência.