Cultura

Eddie Redmayne diz que interpretar mulher transgénero em 'A Rapariga Dinamarquesa' foi "um erro"

Ator interpretou a pintora dinamarquesa Lili Elbe, uma das primeiras pessoas a submeter-se a uma cirurgia de confirmação de género. O papel valeu-lhe uma nomeação ao Óscar de ‘Melhor Ator’, mas Redmayne diz que “hoje não o aceitaria”.

 


Eddie Redmayne revelou que se arrepende de ter aceitado interpretar uma mulher transgénero no filme ‘A Rapariga Dinamarquesa’. O ator foi nomeado para um Óscar graças à sua interpretação da pintora dinamarquesa, Lili Elbe, uma das primeiras pessoas a submeter-se a uma cirurgia de confirmação de género, mas agora diz que foi um erro.

“Eu não o aceitaria hoje. Fiz esse filme com a melhor das intenções, mas acho que foi um erro”, revelou ao The Times.

Desde o seu lançamento, em 2015, o filme é apontado como uma “oportunidade perdida” para a representatividade transgénero em Hollywood, com vários críticos a apontar que o papel deveria ter sido interpretado por uma pessoa da comunidade.

“A grande discussão sobre as frustrações à volta do elenco aconteceram porque muitas pessoas não têm um lugar de decisão”, considerou.