Internacional

"No final do inverno, todos estarão vacinados, curados ou mortos", alerta ministro da Saúde alemão

O alerta surge numa altura em que o país enfrenta uma nova vaga da pandemia, devido à propagação da variante “muito, muito contagiosa” Delta.


O ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, alertou, esta segunda-feira, que os alemães estarão “vacinados [contra a covid-19], curados ou mortos”, até ao final do inverno. O alerta surge numa altura em que o país enfrenta uma nova vaga da pandemia, devido à propagação da variante “muito, muito contagiosa” Delta.

“Provavelmente, até ao final do inverno, como às vezes se diz cinicamente, todos ou quase todos estarão vacinados, curados ou mortos”, afirmou o ministro, em conferência de imprensa, apelando aos alemães que se vacinem “com urgência”.

"Atualmente temos uma quarta onda, temos uma situação muito, muito difícil em muitos hospitais na Alemanha. Estamos a ver essa onda espalhar-se gradualmente para o oeste", acrescentou.

A Alemanha conta com cerca de 68% da população vacinada e tem assistido a uma explosão de casos de covid-19, tendo batido, na semana passada, vários recordes de novos casos desde o início da pandemia. Só na quarta-feira foram registados mais de 66 mil casos.

Já esta segunda-feira a taxa de incidência de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos sete dias atingiu um novo máximo: 386,5.

As regiões da Baviera e de Baden-Württenberg são as mais afetadas e, na semana passada, o hospital de Munique teve de transferir doentes para Bolzona, no norte de Iália.