Sociedade

Incêndio numa embarcação que navegava perto do Cabo Espichel provoca duas mortes

O navio mercante estava identificado com uma bandeira da Malta. As chamas deflagraram na casa das máquinas. 


Um incêndio numa embarcação que navegava perto do Cabo Espichel, com 23 tripulantes a bordo, causou duas mortes, na noite de segunda-feira. 

A informação foi confirmada pela Marinha Portuguesa à agência Lusa. As duas vítimas foram socorridas com vida e transportadas por uma aeronave da Força Aérea, acompanhada com uma equipa médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). No momento, os feridos estavam inconscientes "com suspeitas de inalação de fumos".

O incêndio ocorreu na casa das máquinas e foi "extinto com recurso aos meios e elementos do próprio navio", indicou a Marinha num comunicado divulgado hoje.

O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa recebeu o alerta na noite de segunda-feira, pelas 22h45, e enviou o navio da Marinha Portuguesa NRP António Enes e uma aeronave da Força Aérea Portuguesa, com uma equipa médica do INEM a bordo.

O navio ficou sem propulsão, pelo que a corveta António Enes está no local a acompanhar "o navio sinistrado", "mantendo a segurança na área”.