Internacional

Família real critica BBC por documentário e retira-lhe direitos de transmissão de concerto de Natal

A família real britânica criticou o canal após a transmissão de um documentário que, na sua ótica, apresentou “como factos afirmações que são exageradas e infundadas”. Agora os direitos de transmissão do concerto de Natal, apresentado por Kate Middleton, deverão passar para a ITV.


A família real britânica criticou, na terça-feira, a BBC após a transmissão da primeira parte do documentário ‘The Princes and the Press’. Num comunicado conjunto, o Palácio de Buckingham, a Clarence House e o Palácio de Kensington consideraram que as informações são “exageradas e infundadas”. Já esta quarta-feira o jornal The Sun escreve que o canal britânico foi castigado e deixará de ter os direitos de transmissão do concerto de Natal, que será apresentado por Kate Middleton e contará com a presença de vários membros da realeza.

"Uma imprensa livre, responsável e aberta é vital para uma democracia saudável. Contudo, por vezes, apresenta como factos afirmações que são exageradas e infundadas, que vêm de fontes não identificadas, e é dececionante quando um órgão, incluindo a BBC, lhes dá credibilidade", lia-se no comunicado.

O documentário foca-se no mediatismo da realeza e o primeiro episódio – ‘Nova Geração – abordou o casamento de Harry e Meghan Markle e revelou a alegada existência de um acordo não escrito entre os membros da família real e os medias, em que lhes seria permitido tirar fotografias em troca de uma cobertura favorável.

O jornal britânico The Sun revela que o príncipe William e Kate Middleton decidiram retirar os direitos de transmissão do seu concerto de Natal, que contará com a presença dos filhos George, Charlotte e Louis, e caberá agora à ITV tal responsabilidade.

"Isto é algo muito importante para a ITV. É um formato novo - os membros da realeza nunca apresentaram um concerto televisivo. E ter a duquesa a liderar isto é algo marcante", revelou uma fonte ao jornal.

"Naturalmente, a maioria dos programas da realeza vão diretamente para a BBC, uma vez que é uma estação pública. Agora parece que vão trabalhar mais com a ITV no futuro", acrescenta.