Internacional

Autocarro que ardeu na Bulgária transportava cerca de 30 mil foguetes

Morreram 45 pessoas, incluindo 12 pessoas, que viajam para a Macedónia do Norte após um fim de semana em Istambul, na Turquia.


O autocarro que explodiu na madrugada de terça-feira na Bulgária, provocando a morte a 45 pessoas, 12 das quais crianças, transportava cerca de 30 mil foguetes na bagageira.

As investigações iniciais apontam para a possibilidade de o incêndio ter começado após os foguetes terem explodido, revela a agência de notícias macedónia Infomax. A informação não foi ainda confirmada pelas autoridades.

O acidente ocorreu na autoestrada Struma, a cerca de 45 quilómetros da capital búlgara Sófia. O veículo transportava maioritariamente turistas da Macedónia do Norte, que estavam a regressar a Skopje, no norte do país, depois de uma viagem no fim de semana a Istambul, na Turquia. Apenas sete conseguiram escapar ao saltar pela janela do autocarro.

Um dos sobreviventes, natural da Sérvia, contou à Klan TV que o “autocarro atingiu algo do lado direito e as rodas furaram”, depois “incendiou-se e ficou cheio de fumo”. “As pessoas começaram a vomitar e a gritar – era como um filme de terror. Consegui escapar por ter quebrado uma janela com um martelo. Levei a minha noiva e outras cinco pessoas”, relatou.

Segundo a imprensa local, duas crianças gémeas de quatro anos são as vítimas mais novas do acidente.

As autoridades revelam ainda que o motorista foi das primeiras pessoas a morrer, não havendo ninguém para abrir as portas do veículo.