Politica

Terminaram as reuniões em São Bento. PSD diz que "é preciso fazer tudo para proteger a população"

Para Rui Rio, uma das medidas que parece ser "razoavelmente" sensata e "mais ou menos consensual na sociedade portuguesa" é a reabertura de todos os centros de vacinação para administrar a dose de reforço contra a covid-19. Note-se que esta medida foi anunciada hoje pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, na conferência de imprensa, a propósito das alterações que serão feitas no plano de vacinação, impulsionadas pelo agravamento da pandemia no país. 


António Costa já falou com o PSD de Rui Rio e com o PS sobre as próximas medidas de prevenção contra a covid-19. Para o líder dos sociais-democratas, o Governo não deve instaurar "medidas que entravem o andamento normal da economia", já o secretário-geral adjunto dos socialistas, José Luís Carneiro, aponta a vacinação como a melhor arma para combater o vírus, aliado a algumas medidas de mitigação. 

Na conferência de imprensa realizada esta quarta-feira, após a reunião no Palácio de São Bento, Rui Rio disse que é preciso fazer tudo para proteger a população para evitar situações de confinamento ou fecho da economia, colocando de parte "medidas mais pesadas" neste momento. 

"No fundo, a equação é fazer tudo aquilo que é necessário fazer para proteger a população, sem chegarmos ao ponto a que se chegou no passado, confinamentos e de fechos de determinados negócios. Neste momento não parece necessário", sublinhou o presidente do PSD. 

Para Rui Rio, uma das medidas que parece ser "razoavelmente" sensata e "mais ou menos consensual na sociedade portuguesa" é a reabertura de todos os centros de vacinação para administrar a dose de reforço contra a covid-19. Note-se que esta medida foi anunciada hoje pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, na conferência de imprensa, a propósito das alterações que serão feitas no plano de vacinação, impulsionadas pelo agravamento da pandemia no país. 

"Continuar com o uso de máscara, particularmente em recintos onde estejam mais pessoas e exigir, em sítios onde haja uma aglomeração de pessoas, o certificado de vacinação e um teste", enumerou Rio, sendo estes os pontos essenciais que foram discutidos com o primeiro-ministro. 

Já para o último partido a ser recebido em São Bento, os objetivos da vacinação são "um esforço para o qual todos temos o dever de concorrer, porque está provado que a vacinação é mesmo a melhor prioridade para conseguirmos vencer este desafio exigente", apontou José Luís Carneiro. 

Ainda assim, o socialista disse que "é muito importante" que tenhamos "uma consciência da nossa responsabilidade individual, uma consciência da nossa responsabilidade coletiva" e que, por isso, devemos adotar medidas para controlar a pandemia, como "o uso da máscara", apoiando também uma das medidas que o Governo indicou aos restantes partidos: "testagem no acesso aos recintos fechados" juntamente com a apresentação do certificado. E ainda apontou como necessidade reforçar "o controlo das fronteiras".