Cultura

À quarta é de vez: Paris Hilton casou

Depois de três noivados que não deram frutos, a herdeira do império Hilton casou aos 40 anos com o empresário Carter Reum. A cerimónia luxuosa aconteceu numa mansão em Bel Air e as celebrações prolongaram-se durante três dias, com uma feira de diversões e onze vestidos diferentes à mistura.


Os dias de solteira de Paris Hilton chegaram ao fim. Aos 40 anos, a socialite deu finalmente o nó no passado dia 11 de novembro, com o empresário norte-americano Carter Reum. As celebrações do casamento prolongaram-se durante três dias, com direito a uma feira de diversões e uma considerável multiplicidade de vestidos. E nada menos era de esperar desta estrela dos reality shows, uma vez que tanto a cerimónia como as resultantes festas foram devidamente gravadas para o seu novo programa Paris in Love, que estreou no Peacock — o serviço de streaming da NBC —, no mesmo dia em que trocou alianças.

A bisneta de Conrad Hilton, fundador da cadeia Hilton Hotels & Resorts, subiu ao altar num exuberante vestido de noiva Oscar de la Renta, desenhado à medida para ela, ao som do tema Can’t Help Falling in Love, de Elvis Presley, que foi interpretado pela artista Kim Petras. A cerimónia teve lugar na propriedade com mais de 15 mil metros quadrados do seu falecido avô, Barron Hilton, em Bel-Air, um famoso bairro de milionários em Los Angeles, na Califórnia. Uma decisão que foi tomada à ultima hora, porque o casal estava para casar na Igreja do Bom Pastor, em Berverly Hills, que já serviu de palco para outros casamentos de celebridades, nomeadamente o do seu tio-avô Conrad Hilton Jr. com Elizabeth Taylor, em 1950.

Depois de uma cerimónia mais íntima, que contou apenas com a presença da família e amigos mais próximos, como a sua companheira de longa data Kim Kasdashian, o casal organizou um evento temático — uma espécie de fun fair — no Pontão de Santa Mónica. Vestida de cor de rosa dos pés à cabeça, Hilton recebeu os seus convidados com uma roda-gigante, jogos de arcade e um set de música do DJ Diplo. Na festa estiveram outras personalidades do mundo artístico, como Demi Lovato, Lance Bass e Kyle Richards. 

As festividades estenderam-se ainda até sábado com um jantar mais formal, onde estiveram presentes a mãe e a irmã da noiva, Kathy Hilton e Nicky Hilton Rothschild, além das atrizes Kate Beckinsale, Ashley Benson e Emma Roberts, a modelo Jasmin Tookes, Sofia Richie, a filha de Lionel Richie, e também Jaden Smith, o filho de Will Smith.
Ao longo dos três dias, Paris usou ao todo um total de onze vestidos, em sintonia com a data do seu casamento (11/11), um pormenor que a socialite não deixou escapar. 

Costuma-se dizer que ‘à terceira é de vez’, mas antes de dizer ‘sim’ a Carter Reum, a herdeira mais cobiçada de Beverly Hills já tinha estado noiva pelo menos três vezes: do modelo Jason Shaw, em 2002, do grego Paris Latsis, em 2005, e do ator Chris Zylka, em 2018. 

Paris e Carter, que já se conheciam há mais de uma década e cultivavam o mesmo círculo de amizades, começaram a namorar no final de 2019 e, após 14 meses juntos, ficaram noivos em fevereiro deste ano. Carter surpreendeu Paris com uma viagem a uma ilha privada, a propósito da celebração do seu 40.º aniversário e fez o pedido de casamento com um anel desenhado por Jean Dousset, trineto do aclamado joalheiro francês Louis Cartier. O diamante de 20 quilates em corte esmeralda, inspirado no telhado envidraçado do Grand Palais de Paris, foi avaliado em 2 milhões de dólares (1,7 milhões de euros).

Apesar da fortuna pessoal de Hilton chegar às centenas de milhão, Reum não lhe fica muito atrás. O empresário de 40 anos que detém a M13 Ventures — uma empresa de investimento em capitais de risco — tem um património estimado em 40 milhões de dólares (35 milhões de euros). Nascido no seio de uma família abastada de Chicago, Illinois, Carter Reum aventurou-se primeiro na Goldman Sachs antes de lançar a marca de bebidas espirituosas à base de açaí VEEV Spirits, uma das startups de crescimento mais rápido dos Estados Unidos. A empresa foi posteriormente vendida em 2016.