Sociedade

Covid-19. Número de novos infetados volta a ultrapassar os 3000

Número de internados continua a aumentar mas a quantidade de pessoas a precisar de tratamento nas Unidades de Cuidados Intensivos é menor.


Portugal registou, nas últimas 24 horas, 3.150 casos do novo coronavírus e 15 óbitos, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quinta-feira. Já foram, desde o início da pandemia, confirmadas 1.133.241 infeções por covid-19 e 18.385 óbitos.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser aquela onde se registam mais novas infeções: 1096. Na região Norte, registaram-se 849 novos casos, na região do Centro 696, no Algarve 199 e no Alentejo 173. Já no que toca às ilhas, o Arquipélago da Madeira registou esta quinta-feira 126 novos casos e  o dos Açores 11.

Relativamente às vítimas mortais, seis registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo, quatro no Norte, três no Centro, uma no Algarve e outra no Arquipélago da Madeira. 

O número de pessoas infetadas com o novo coronavírus que requer internamento continua a crescer. Hoje são mais 10 em relação aos últimos dados, perfazendo um total de 691. Nas Unidades de Cuidados Internsivos (UCI) estão internadas 103 pessoas, menos duas do que ontem.

Os valores da incidência e do rácio de transmissibilidade (RT) foram atualizados ontem e, por isso, esta quinta-feira não há qualquer mudança a registar: Segundo o boletim da DGS, a incidência nacional é de 251,1 por 100 mil habitantes, quando analisado apenas o continente é de 251,3. De notar que os valores de segunda-feira eram de 228,9 e 228,8, respetivamente. Já o RT é de 1,20 tanto a nível nacional como continental. 

Portugal registou, desde o início da pandemia, 1.133.241 casos de SARS-CoV-2, 49.525 dos quais permanecem ativos – mais 1493 do que quarta-feira – e 18.385 não resistiram. Nas últimas 24 horas, 1.642 pessoas recuperaram da doença, elevando o total para 1.065.331. Atualmente, as autoridades de saúde têm 52.763 contactos em vigilância, mais 3.109.

Consulte aqui o boletim na íntegra.