Internacional

Reino Unido vai proibir anúncios de cirurgias plásticas direcionados para menores de 18 anos

A agência de publicidade do Reino Unido afirma que as regras entrarão em vigor a partir de maio do próximo ano.

 

 


Anúncios de cirurgias estéticas destinadas a mudar a aparência física de uma pessoa vão ser proibidos para menores de 18 anos no Reino Unido. Isso significa que as empresas deixam de poder anunciar procedimentos como aumento de seios e plásticas no nariz nos meios de comunicação que atraiam menores - isso inclui programas de televisão. 

No Reino Unido é ilegal realizar estes procedimentos se se tiver menos de 10 anos, mas anteriormente não havia restrições à sua publicidade.

A decisão vem após uma consulta do Committee for Advertising Practice (CAP), que redige as regras que todos os anunciantes do Reino Unido devem seguir.

A verdade é que já haviam preocupações sobre os danos potenciais da propaganda de mudanças estéticas para crianças e jovens - como pressões de imagem corporal e problemas de saúde mental, bem como os riscos e complicações potenciais dos procedimentos.

O Comité disse que as evidências contribuíram para uma "imagem cada vez mais clara" de que crianças e jovens são vulneráveis ​​às pressões da imagem corporal.

"Devido aos riscos inerentes aos procedimentos de intervenção estética e ao apelo potencial desses serviços para os jovens que lutam com problemas de autoconfiança corporal, é importante definirmos o padrão necessariamente alto em termos de marketing", afirmou o diretor do CAP, Shahriar Coupal. 

A proibição também abrange preenchimentos dérmicos e tratamentos de rejuvenescimento da pele, bem como tratamentos injetáveis, peelings químicos e tratamentos a laser, de luz e produtos de clareamento dos dentes.