Desporto

"Usou o meu nome para se promover". CR7 acusa jornalista francês de mentir sobre suposto desejo de final de carreira

Pascal Ferré, jornalista francês da France Football, transmitiu esta ideia numa entrevista ao jornal espanhol MARCA, garantindo que tinha sido o próprio jogador a confidenciar que queria terminar a carreira com mais Bolas de Ouro do que Lionel Messi. 


À medida que está a ser revelado o top 30 dos melhores jogadores do prémio Ballon d'Or, Cristiano Ronaldo surpreendeu tudo e todos, ao publicar um comunicado nas suas redes sociais, no qual acusou o jornalista francês da France Football, Pascal Ferré, de mentir quanto ao facto de o craque português querer terminar a carreira com mais Bolas de Ouro do que Lionel Messi, tendo-se aproveitado para se promover. 

"O desfecho de hoje explica o porquê das declarações de Pascal Ferré na última semana, ao afirmar que eu lhe confidenciei que tinha como única ambição terminar a minha carreira com mais Bolas de Ouro do que Lionel Messi. Pascal Ferré mentiu, usou o meu nome para se promover e para promover a publicação para a qual trabalha", começa por dizer o jogador do Manchester United, ao considerar "inadmissível que o responsável pela atribuição de tão prestigiado prémio possa mentir desta forma, num absoluto desrespeito por alguém que sempre respeitou a France Football e a Bola de Ouro". 

Pascal Ferré transmitiu esta ideia numa entrevista ao jornal espanhol MARCA, garantindo que tinha sido o próprio jogador a confidenciar este suposto "desejo". 

E continua, revelando pormenores em relação à sua ausência na gala que irá acontecer em breve: "E mentiu novamente hoje ao justificar a minha ausência da Gala com uma alegada quarentena que não tem nenhuma razão de ser". 

"Desejo sempre os parabéns a quem ganha, dentro do desportivismo e fair-play que norteiam a minha carreira desde o início, e faço-o porque nunca estou contra ninguém. Ganho sempre por mim e pelos clubes que represento, ganho para mim e para aqueles que me querem bem. Não ganho contra ninguém", argumentou Cristiano Ronaldo, ao terminar o seu texto com a garantia de que a maior ambição da sua carreira passa agora por "conquistar títulos nacionais e internacionais pelos clubes que represento e pela Selecção do meu país".

"A maior ambição da minha carreira é ser um bom exemplo para todos aqueles que são ou desejam ser futebolistas profissionais. A maior ambição da minha carreira é deixar o meu nome escrito a letras de ouro na história do futebol mundial. Termino dizendo que o meu foco está já no próximo jogo do Manchester United e em tudo aquilo que, juntamente com os meus companheiros e os nossos adeptos, ainda podemos conquistar esta época. O resto? O resto é apenas o resto…", concluiu o avançado português.

Os comentários estão desactivados.