Sociedade

INSA não deteta mais casos de Omicron em amostragens aleatórias

De acordo com o instituto, os 13 casos da variante Omicron pertencem à mesma cadeia de transmissão do vírus. Estes contágios estão associados a jogadores do Belenenses SAD, segundo anunciaram o INSA e a Direção-Geral da Saúde (DGS) ontem. 

 

 


Não foram detetadas mais infeções pela variante Omicron nas amostragens aleatórias analisadas a nível nacional, para além dos 13 casos que resultaram de "uma única introdução" em Portugal desta estirpe, confirmou o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), esta terça-feira. 

"Até à data, não foi detetado qualquer caso desta variante nas amostragens aleatórias semanais de âmbito nacional", revelou o INSA no relatório semanal sobre a diversidade genética do coronavírus SARS-CoV-2 no país.

De acordo com o instituto, os 13 casos da variante Omicron pertencem à mesma cadeia de transmissão do vírus. Estes contágios estão associados a jogadores do Belenenses SAD, segundo anunciaram o INSA e a Direção-Geral da Saúde (DGS) ontem. 

De acordo com uma fonte da equipa da I Liga, há mais de 100 pessoas da estrutura da B-SAD que estão em isolamento: jogadores, equipa técnica, staff da equipa principal e de sub-23 e ainda os contactos diretos. 

Os comentários estão desactivados.