Sociedade

Hospital de Almada encerra urgência e pediatria após confirmação de caso da variante Omicron

Medida entra em vigor às 22h desta terça-feira e estender-se-á por um período de 14 dias. Caso positivo é de um profissional de saúde ligado ao surto do Belenenses SAD. Há 56 pessoas em isolamento. 


O Hospital Garcia de Orta, em Almada, vai encerrar os serviços de urgência pediátrica e consulta externa de pediatria após ter sido confirmado a existência de um caso de covid-19 da variante Omicron. A medida entra em vigor às 22h desta terça-feira e estender-se-á por um período de 14 dias.

Segundo a agência Lusa, o caso positivo é referente a um profissional de saúde, que está ligado ao surto da variante na equipa do Belenenses SAD.

Foram detetados 28 contactos de risco, entre os profissionais de saúde. Os médicos ficarão sob isolamento profilático durante 14 dias e serão acompanhados pelo Departamento de Saúde Ocupacional do hospitalar.

Os contactos de risco realizaram testes PCR de rastreio ao vírus SARS-CoV-2 e, até ao momento, não foram confirmados casos positivos. Foram ainda identificados outros 28 utentes como contactos de risco, que já estão a ser seguidos pela autoridade de saúde local.

No Serviço de Pediatria do HGO vão manter-se em funcionamento o Internamento, Urgência Interna, Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos e Neonatais, Centro de Desenvolvimento da Criança Torrado da Silva e Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência.

Quem pretender receber tratamento urgente, deverá dirigir-se aos hospitais da Península de Setúbal, bem como ao Hospital D. Estefânia (Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central), ao Hospital de Santa Maria (Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte) ou ao Hospital S. Francisco Xavier (Centro Hospitalar Lisboa Ocidental), este último no período diurno.

Os comentários estão desactivados.