Politica

Tribunal Constitucional pede explicações ao Chega

"Queremos a repetição da eleição para o distrito de Lisboa de delegados ao Congresso, queremos a repetição do Congresso e invocámos para isso argumentos de facto, com prova documental de incompatibilidades absolutas", afirmou o militante Luís Alves.


Impugnações O Tribunal Constitucional pediu explicações ao Chega sobre a exclusão de uma lista de delegados ao IV Congresso do partido.

Queixosos Os militantes desta lista não gostaram da atitude, e interpuseram um recurso junto do Tribunal Constitucional, que acabou enviar um comunicado ao partido, dando-lhe cinco dias - a contar da quinta-feira passada - para que “responda à impugnação apresentada”.

Exclusão Luís Alves, um dos militantes desta lista explicou à Lusa que os membros da lista foram notificados pela Mesa Nacional do Chega, a 6 de novembro, às 00h12, que a mesma tinha sido excluída, deixando-os sem “nada a fazer porque a eleição começava às 10h00 desse dia”. “Queremos a repetição da eleição para o distrito de Lisboa de delegados ao Congresso, queremos a repetição do Congresso e invocámos para isso argumentos de facto, com prova documental de incompatibilidades absolutas”, afirmou o militante.

Luís Alves aponta ainda o dedo ao facto de uma das vice-presidentes da Mesa Nacional que votou a exclusão da lista A ser “casada com o número 3” desta mesma lista.

Os comentários estão desactivados.