Sociedade

Hospital Garcia de Orta não regista casos de covid-19 depois de encerrar urgência pediátrica

Depois de terem estado em contacto com um caso da variante Omicron, os 28 profissionais de saúde, considerados contactos de risco, estão a ser acompanhados pelo Departamento de Saúde Ocupacional da unidade hospitalar e vão permanecer em isolamento profilático durante 14 dias.


Não foram detetados, até ao momento, casos positivos de covid-19 nos 28 profissionais de saúde que ficaram imediatamente em isolamento profilático depois do surgimento de um caso da variante Omicron derivado do surto no Belenenses SAD, anunciou o Hospital Garcia de Orta, em Almada, num comunicado acedido pela agência Lusa. 

O caso positivo levou ao encerramento temporário dos serviços de urgência pediátrica e consulta externa de pediatria do Hospital Garcia de Orta, a partir das 22h desta quinta-feira e irá durar 14 dias. 

Todos os contactos de risco identificados foram colocados em isolamento profilático de imediato, de forma a cumprir as orientações da autoridade de saúde. Os 28 contactos de risco estão a ser acompanhados pelo Departamento de Saúde Ocupacional da unidade hospitalar e vão permanecer em isolamento profilático durante 14 dias.

Além dos profissionais de saúde, o hospital identificou ainda 28 utentes, também considerados contactos de risco, em ambulatório, que já estão a ser seguidos pela autoridade de saúde local.

Caso haja uma situação de doença aguda, em crianças em idade pediátrica, o hospital de Almada pede à população que se dirija em primeiro lugar aos centros de saúde do ACES Almada-Seixal, para atendimento entre as 08h00 e as 20h00, nos dias úteis. Já aos fins de semana e feriados podem deslocar-se aos serviços de Atendimento Complementar do Centro de Saúde da Amora (Seixal) ou do Centro de Saúde Rainha D. Leonor (Almada), das 10h00 às 17h00.

Em situações que requeiram atendimento urgente de crianças em idade pediátrica, os utentes devem dirigir-se, para atendimento, nos hospitais da península de Setúbal e nos hospitais em Lisboa: Hospital D. Estefânia (Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, EPE), Hospital de Santa Maria (Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, EPE) ou no Hospital S. Francisco Xavier (Centro Hospitalar Lisboa Ocidental), este último no período diurno.

Segundo a unidade hospitalar, todos os procedimentos necessários foram ativados para assegurar a prestação dos melhores cuidados de saúde à sua população, em relação à qualidade e segurança estabelecidos, estando em permanente contacto com a Autoridade de Saúde Local, Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, IP, Direção Geral da Saúde e Tutela. 

Os comentários estão desactivados.