Sociedade

"É um ciclo que termina". António Costa aceita pedido de demissão de Eduardo Cabrita

António Costa sublinha que este “é um ciclo que termina” e que irá informar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de “quem exercerá o cargo nestes dois meses”, até às eleições legislativas agendadas para 30 de janeiro.


O primeiro-ministro, António Costa, aceitou o pedido de demissão do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, apresentado esta sexta-feira.

“Eduardo Cabrita solicitou hoje a sua exoneração das funções de ministro da Administração Interna e eu aceitei o seu pedido (...)”, afirmou o chefe de Governo, minutos após o anúncio de Eduardo Cabrita.

“Quero aqui agradecer estes seis anos de colaboração de Eduardo Cabrita, quero enfatizar os ganhos na segurança que o país teve ao longo destes anos” e “na diminuição do número de incêndios”, considerou.

António Costa sublinha que este “é um ciclo que termina” e que irá informar o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de “quem exercerá o cargo nestes dois meses”, até às eleições legislativas agendadas para 30 de janeiro.

Os comentários estão desactivados.