Vida

Justin Bieber atua na Arábia Saudita depois de muitos pedidos de ativistas para cancelar concerto

Organizações como a Human Rights Watch afirmam que este tipo de eventos serve para desviar as atenções da brutalidade do regime saudita e das violações gritantes de direitos humanos que acontecem naquele país. 


Depois de muitos pedidos por parte dos ativistas pelos direitos humanos, Justin Bieber atuou na cidade de Jiddah, na Arábia Saudita, no passado domingo. 

Uma das pessoas que havia pedido ao cantor para que não atuasse foi a mulher do jornalista Jamal Khashoggi, um crítico do regime saudita, que foi assassinado em 2018 por homens associados ao príncipe herdeiro do país Mohammed bin Salman. 

O concerto de Justin Bieber poderá ser um sinal de mudança na Arábia Saudita, uma vez que este país ultraconservador já não permitia há muitos anos concertos e segregava homens e mulheres solteiras em espaços públicos. 

Ainda assim, organizações como a Human Rights Watch afirmam que este tipo de eventos serve para desviar as atenções da brutalidade do regime saudita e das violações gritantes de direitos humanos que acontecem naquele país. 

Até ao momento, o cantor ainda não teceu nenhum comentário público sobre o concerto. 

Os comentários estão desactivados.