Internacional

Festa de natal deixa Johnson em maus lençóis

O Governo britânico negou ter dado uma festa de natal o ano passado, enquanto obrigava os britânicos a ficar em casa devido à covid-19. Mas um vídeo da sua porta-voz a gozar com o assunto inflamou o público. 


O Governo de Boris Johnson tem sido alvo de duras críticas desde que se soube que o ano passado, quando os britânicos enfrentavam duras restrições devido à covid-19, dera uma festa de natal, em violação das próprias regras que tinha imposto. Agora, o caso foi confirmado pela divulgação de um vídeo da porta-voz do Governo, Allegra Stratton, a gozar com o assunto junto com outros funcionários, dias depois da festa, ocorrida 18 de dezembro, segundo a ITV.

Durante os últimos dias, ministros e porta-vozes do Governo britânico tinham-se recusado a confirmar ou negar que houvera qualquer festa de natal o ano passado, mesmo pressionados por jornalistas dos mais diversos media britânicos. A linha oficial era de que nenhuma regra do confinamento fora quebrado – no vídeo de Stratton, que entretanto se demitiu, esta diz que voltou para casa mais cedo, fala-se de uma festa com “queijo e vinho”, entre gargalhadas.

Mesmo perante o vídeo, Johnson insistiu que “não houve nenhuma festa de natal” e que “as regras quanto a covid-19 foram sempre seguidas”. A oposição tem-lhe caído em cima, acusando-o de mentir aos britânicos, mais uma vez.

Os comentários estão desactivados.