Politica

Covid-19. Isaltino MoraIs teve alta hospitalar e está a recuperar em casa

"Sinto, que foi este apoio e esta energia positiva que me deram as forças para ultrapassar mais esta provação. A todos a minha sincera gratidão. Vemo-nos em breve", concluiu o dirigente eleito com 50,9% dos votos e maioria absoluta tanto na Câmara Municipal como na Assembleia Municipal.


"Venho por este meio comunicar-vos que recebi alta hospitalar e que me encontro em casa, a cumprir as recomendações médicas para continuar a minha recuperação". Foi desta forma que Isaltino Morais - de 71 anos -, presidente da Câmara Municipal de Oeiras (CMO), anunciou na sua página oficial do Facebook, esta tarde, que já abandonou as instalações do Hospital CUF Tejo onde deu entrada no passado dia 29 de novembro.

"Quero expressar a minha gratidão a todos os profissionais de saúde do Hospital Cuf Tejo, desde auxiliares, fisioterapeutas, enfermeiros, médicos, pelo profissionalismo, dedicação, disponibilidade e sempre boa disposição e ânimo, com que cuidaram de mim todos estes dias. Devo-lhes gratidão por toda a minha vida. Agradecer à minha família, sempre presente com cuidado, apoio e carinho inexcedíveis", acrescentou o autarca reeleito nas eleições de setembro, adiantando que também deve uma palavra de agradecimento aos "amigos, munícipes e pessoas de todo o País que, ao longo destes dias, manifestaram preocupação, palavras de apoio, amizade e força para recuperar".

"A todos os dirigentes e funcionários do Município, SIMAS e empresas municipais, o meu muito obrigado pelo vosso constante apoio. A todos os autarcas do Concelho e não só, Vereadores, Deputados Municipais, Presidentes das Juntas de Freguesia e Uniões de Freguesia e Deputados das Assembleias de Freguesia, todos foram inexcedíveis na preocupação e carinho que todos os dias senti", esclareceu o jurista que desempenhou outros cargos como o de vice-presidente da Comissão Política Nacional do PSD, entre os anos de 2001 e 2003, quando José Manuel Durão Barroso era presidente daquela força política.

"Sinto, que foi este apoio e esta energia positiva que me deram as forças para ultrapassar mais esta provação. A todos a minha sincera gratidão. Vemo-nos em breve", concluiu o dirigente eleito com 50,9% dos votos e maioria absoluta tanto na Câmara Municipal como na Assembleia Municipal.

Os comentários estão desactivados.