Vinagrete

Rendeiro


Estou como aquele comentador que disse estar escandalizado com a entrevista de Rendeiro, enquanto cidadão, mas considerá-la um bom furo da CNN Portugal, na sua estreia, como jornalista. E também do Tal e Qual, claro.

Vi que as TVs de notícias americanas, ao mesmo tempo que perdiam audiências, voltavam a dar o primeiro lugar à conservadora Fox News – lugar que esta naturalmente perdera com Trump.

Mas parece-me que os leitores e espectadores portugueses ainda beneficiam a independência política. Talvez estejam um grauzito acima dos norte-americanos – que mostram outras falhas.

Mas parece-me que, dissesse Rendeiro o que dissesse na entrevista, ainda que fosse menos ridículo e mais bem aconselhado por especialistas, teria sempre contra neste momento a maioria dos espectadores.

De resto, há quem ache e diga que a entrevista de algum modo apressou a sua prisão, o que também é bom saber. Apesar das palavras infelizes de um dirigente político. Agora, é esperar para saber o que decidem as autoridades judiciais sul-africanas, sabendo-se que o Estado que pede a extradição é irrepreensível, nos problemas que poderiam ser levantados.