Sociedade

Campanha de segurança rodoviária regista 2.360 acidentes e sete vítimas mortais

No período de 7 a 13 de dezembro, três forças de segurança registaram também 41 feridos graves e 723 feridos leves. 


A Polícia de Segurança Pública (PSP), a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e a Guarda Nacional Republicana (GNR) aliaram-se para uma campanha de segurança rodoviária durante sete dias, nos quais foram registados 2.360 acidentes, de que resultaram sete vítimas mortais, 41 feridos graves e 723 feridos leves. 

Ainda assim, comparando estes valores com o período homólogo de 2020, verificaram-se "mais 106 acidentes, mais 3 vítimas mortais, mais 13 feridos graves e mais 92 feridos leves", reporta o comunicado conjunto das três entidades de segurança pública, divugado esta terça-feira. 

A campanha denominada de "Taxa Zero ao Volante" decorreu nos dias 7 e 13 de dezembro e tinha como objetivo "alertar os condutores e todos os ocupantes dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool", indica a nota. Foi divulgada através dos meios digitais e de cinco ações de sensibilização da ANSR, tendo sido realizada em simultâneo operações de fiscalização pela PSP e GNR em Alenquer, Porto, Albergaria-a-Velha e Almoinha Grande. 

Nestas operações, as forças de segurança fiscalizaram "presencialmente 39.846 veículos, tendo sido registado, no Continente, um total de 8.542 infrações, das quais 467 relativas à condução sob o efeito do álcool". 

Também foram sensibilizados 203 condutores e passageiros, quanto à condução sob efeito do álcool e quais as consequências, como "perturbações ao nível de aspetos cognitivos e do processamento de informação que acarretam, entre outros efeitos, uma menor capacidade e rapidez de decisão, aumento do tempo de reação e descoordenação de movimentos". 

Os comentários estão desactivados.