Cultura

Do futebol ao cinema: as gafes nos sorteios e nos prémios

A UEFA cometeu um erro ‘crasso’ no sorteio dos ‘oitavos’ da Liga dos Campeões, mas as ‘gafes’ não são novidade: nos Óscares, já houve erros ao anunciar os vencedores, tal como no Miss Universo.


No sorteio dos oitavos de final da Liga dos Campeões, a UEFA ficou manchada após um terrível erro: Manchester United e Villarreal, que já se tinham enfrentado na fase de grupos, ficaram no mesmo pote. A falha foi reparada no momento, mas levou a outra ‘gafe’: a bola do United não foi colocada no grupo dos possíveis adversários do Atlético Madrid, sem se perceber a razão, levando a que os ‘colchoneros’ fossem emparelhados com o Bayern de Munique. As queixas choveram, e o sorteio foi repetido. Ficou, no entanto, a mancha na reputação da UEFA. O órgão que gere o futebol europeu alegou um ‘problema técnico’ com uma empresa ‘externa’.

O erro, aliás, levou mesmo a que alguns internautas acusassem a ‘gafe’ de ser, na realidade, uma situação de ‘bolas quentes’, ou seja, de eventual vício do sorteio. Os mesmos ilustravam as acusações com os exemplos das equipas que saíram ‘beneficiadas’ pela repetição do sorteio, como foi o caso do Benfica. Inicialmente, os ‘encarnados’ teriam de enfrentar o Real Madrid, mas, depois da repetição, foi decidido que estaria frente-a-frente com os neerlandeses do Ajax. As acusações multiplicaram-se, mas não passaram disso mesmo: rumores e acusações na internet.

ÓSCARES POLÉMICOS Esta não foi, no entanto, a primeira vez que um grande evento foi palco de uma ‘gafe’.

Em 2017, nos Óscares, o prémio de melhor filme foi entregue ao título errado. Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram La La Land como o filme vencedor, mas, após o discurso de dois dos três produtores do filme, um ambiente de confusão tomou conta do palco. Afinal, os atores veteranos tinham trocado os envelopes, percebendo que, na realidade, o verdadeiro vencedor foi o filme Moonlight.

TROCA EM DIRETO Em 2015, uma situação semelhante marcou para sempre o concurso de beleza Miss Universo, e a vida do apresentador norte-americano Steve Harvey.

O apresentador é um veterano e já tinha apresentado várias edições do concurso. Ainda assim, nessa edição, Harvey anunciou que a vencedora do mais cobiçado concurso de beleza do mundo tinha sido a colombiana Ariadna Gutiérrez. As palmas ecoaram pela sala, e a concorrente celebrou a conquista... até que Harvey percebeu que tinha cometido um enorme erro. Afinal, a vencedora tinha sido a filipina Pia Wurtzbach, e não a concorrente colombiana.

A confusão gerou polémica, e marcou para sempre a história do concurso, bem como do próprio apresentador. Harvey, ainda assim, não foi afastado do concurso, voltando, aliás, a apresentar a edição de 2021.

 

Os comentários estão desactivados.