Sociedade

ASAE apreende mais de seis toneladas de carne de coelho em Cantanhede

Valor de produto estimado em 25 mil euros.


A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu mais de seis toneladas de carne de coelhos refrigerados, no âmbito de uma ação inspetiva a um estabelecimento industrial de abate, no Concelho de Cantanhede.

Segundo revela um comunicado da ASAE, emitido esta quinta-feira, a apreensão ocorreu no âmbito de uma operação de fiscalização da Brigada de Indústrias da Unidade Regional do Centro – Unidade Operacional de Coimbra e “visou fundamentalmente a verificação das condições de armazenamento e conservação de produtos alimentares, por forma a garantir a segurança alimentar”.

“Durante a operação, verificou-se o armazenamento em câmara frigorífica de conservação de cerca de 6 toneladas de carcaças de coelho que tinham sido rejeitadas, durante o abate e em sede de inspeção sanitária, algumas das quais com mais de 17 dias após o abate e que aguardavam encaminhamento para a sala de desmancha de onde provinha um cheiro nauseabundo”, revela a autoridade.

Desta forma, a ASAE procedeu à apreensão de todos os produtos armazenados naquela câmara, “por suspeitas de falta de requisitos” e com um valor de produto estimado de 25 mil euros.

“Os produtos apreendidos foram sujeitos a perícia por médico veterinário da ASAE, que determinou que mais de 1,2 tonelada de carcaças de coelho, fosse considerada como géneros alimentícios anormais, com falta de requisitos, pelo que o seu destino final foi a sua destruição numa unidade de transformação de subprodutos”, concluiu a ASAE, que diz que “continuará a desenvolver ações de fiscalização em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos e da defesa e da segurança dos consumidores”.

Os comentários estão desactivados.