Economia

CGTP. Apoio à família pago a 100% "sem exclusões"

Central sindical refere-se à primeira semana de janeiro.

 


A CGTP defendeu que o apoio à família na semana de contenção, ou seja, na primeira  semana de janeiro, seja pago a 100% “sem exclusões”, exigindo ao Governo a totalidade do montante independentemente de haver ou não alternância no acompanhamento por parte dos progenitores. 

“Exige-se que o Governo garanta a todos, sem exclusões, o pagamento da remuneração a 100%, independentemente de haver ou não alternância no acompanhamento por parte dos progenitores, no mínimo dois dias cada um, como pretende ‘metricamente’ o Governo”, diz a central sindical. 

A Comissão para a Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP entende que “mais do que falar dos efeitos da pandemia e na acentuação das desigualdades, é hora de proteger os rendimentos das famílias e assegurar o bem-estar das crianças, razão pela qual esta é uma questão essencial que exige uma interpretação imediata e mais favorável da legislação por parte do Governo”. 

A CGTP lembra que, nessa semana, “muitas famílias voltarão a ser forçadas a acumular o teletrabalho com a assistência às crianças, situação que provoca stress laboral, instabilidade emocional e intranquilidade familiar, como as situações anteriores já demonstraram”.

 

Os comentários estão desactivados.