Internacional

Tenista chinesa Peng Shuai diz que acusações de assédio sexual foram "mal-entendidos"

A tenista, de 35 anos, acusou o ex-vice-primeiro-ministro chinês Zhang Gaoli, de 75 anos, de violação. A acusação foi divulgada numa publicação na rede social chinesa Weibo e desapareceu 20 minutos depois.


Peng Shuai, a tenista chinesa que desapareceu após ter acusado o ex-vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli de abuso sexual, mudou a sua palavra e diz que as acusações se trataram de “mal-entendidos”.

Numa declaração, em vídeo, ao órgão de comunicação Lianhe Zaobao, de Singapura, Shuai afirma que “nunca acusou ninguém de abuso sexual” e a publicação que fez na rede social chinesa Weibo, a 2 de novembro, que dava conta dos abusos, eram “um assunto privado”.

“Nunca acusei, ou escrevi, sobre alguém ter abusado sexualmente de mim. Isto é muito importante e precisa de ser explicado”, disse, na entrevista de seis minutos. “Têm havido muitos mal-entendidos”.

Recorde-se que a tenista, de 35 anos, acusou o ex-vice-primeiro-ministro chinês Zhang Gaoli, de 75 anos, de violação. A acusação foi divulgada numa publicação na rede social chinesa Weibo e desapareceu 20 minutos depois.

Os comentários estão desactivados.