Sociedade

Natal. Metade dos portugueses não vai reunir família

O aumento do número de casos covid-19 nas últimas semanas e o surgimento da nova variante do vírus mais contagiosa – a Omicron – estão na base deste travão. 


A grande maioria das famílias portuguesas (81%) reconhece que ainda não se sente segura a celebrar o Natal e 45,1% admite não reunir família ou amigos durante a consoada. A  conclusão é de um um inquérito da APP Fixando, junto de 5670 pessoas, realizado entre os dias 1 e 14 de dezembro.

O aumento do número de casos covid-19 nas últimas semanas e o surgimento da nova variante do vírus mais contagiosa – a Omicron – estão na base deste travão. 

Segundo a Fixando, só 15,7% dos inquiridos pretende juntar mais de 10 pessoas durante a consoada, com 39,1% a não ultrapassar os cinco elementos da família e 8,9% a admitir passar o Natal sozinho. 

Por outro lado, cerca de 31% afirma ainda que irá celebrar o Natal apenas com o seu agregado familiar, havendo portugueses que vão optar por não realizar as habituais celebrações familiares de Natal (10,5%).

Os comentários estão desactivados.