Sociedade

Há atualmente mais de 1000 farmácias a efetuar testes à covid-19

O reforço da testagem acontece devido ao aumento da procura de autotestes, "assim como de testes de uso profissional de Antigénio (TRAg), exigindo uma rápida adaptação a esta nova realidade", explica o Infarmed.


O Infarmed divulgou esta segunda-feira que foram ultrapassadas as 1000 farmácias que se registaram para a realização de testes de uso profissional de Antigénio (TRAg) comparticipados, sendo agora 1040. 

A autoridade reuniu hoje "de forma virtual, com várias Associações representativas do setor, de forma a analisar a disponibilidade de testes COVID-19 no mercado nacional", avançam num comunicado a que o Nascer do Sol teve acesso.

O reforço da testagem acontece devido ao aumento da procura de autotestes, "assim como de testes de uso profissional de Antigénio (TRAg), exigindo uma rápida adaptação a esta nova realidade", explica o Infarmed.

"A resposta das associações foi positiva, tendo sido manifestada a disponibilidade para dar resposta a eventuais constrangimentos que possam existir no acesso aos vários tipos de testes disponíveis no mercado nacional, confirmando a sua existência em stock, e mostrando disponibilidade para adquirirem quantidades superiores tanto de TRAg, como de autotestes, caso exista necessidade", acrescenta.

A autoridade, paralelamente à reunião, divulgou ainda duas Circulares Informativas:

"relativamente ao possível alargamento do horário das farmácias comunitárias que realizam TRAg comparticipados, medida que se identificou como potenciando a melhoria no acesso da população aos referidos testes, uma vez que o agendamento dos testes foi identificado como principal constrangimento pelas associações do sector, introduzindo esta medida flexibilidade na gestão de recursos e sua disponibilidade" e também "uma informação sobre TRAg registados no Infarmed e como aceder à referida informação".

Os comentários estão desactivados.