Desporto

Soam os alarmes no ténis

Peng Shuai, a tenista chinesa que alertou contra alegados abusos sexuais, renegou todas as acusações. Teme-se pela sua segurança.


O mundo do ténis está, novamente, em alerta máximo relativamente ao caso de Peng Shuai. Em novembro, a tenista chinesa acusou o ex-vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli de a ter abusado sexualmente, e, agora, nega essas acusações. Peng Shuai garante, em declarações ao órgão de comunicação de Singapura Lianhe Zaobao, gravadas em vídeo, que «nunca acusou ninguém de abuso sexual».

Mais, Shuai explica que a sua publicação na rede social Weibo, onde acusava Gaoli de abuso sexual,  se tratava de um «assunto privado», que gerou no público muitos «mal-entendidos».

A entrevista foi feita no âmbito de um evento desportivo em Xangai. Shuai  mostrou-se muito surpreendida quando o entrevistador do Lianhe Zaobao lhe perguntou se o seu afastamento da vida pública foi de ‘livre’ vontade, e sem vigilância em casa, onde diz ter-se mantido. «Por que haveria alguém a observar-me? Tenho estado em casa em liberdade», respondeu.

Recorde-se que o caso levantou polémica, principalmente junto da World Tennis Association, que, a 1 de dezembro, suspendeu os torneios realizados na China como retaliação à censura e às suspeitas.

Os comentários estão desactivados.