Internacional

Morreu o Nobel da Paz Desmond Tutu. Tinha 90 anos

Desmond Tutu foi um dos rostos mais conhecidos da luta da África do Sul contra o governo da minoria branca, sendo “um defensor não sectário e inclusivo dos direitos humanos universais”.


Morreu, este domingo, Desmond Mpilo Tutu, arcebispo da Igreja anglicana e vencedor do Prémio Nobel da Paz de 1984 pelo seu ativismo contra o regime de segregação racista do Apartheid. Tinha 90 anos.

O anúncio da sua morte foi feito pelo Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, que destacou um “outro capítulo de luto na despedida da nação a uma geração de notáveis sul-africanos”.

"A morte do arcebispo emérito Desmond Tutu é um novo capítulo de luto na despedida da nossa nação a uma geração de sul-africanos excecionais que nos legaram uma África do sul liberta", afirmou.

Desmond Tutu foi um dos rostos mais conhecidos da luta da África do Sul contra o governo da minoria branca, sendo “um defensor não sectário e inclusivo dos direitos humanos universais”, frisou Ramphosa.

Dez anos após vencer o Prémio Nobel da Paz, testemunhou o fim do regime do Apartheid e presidiu a Comissão de Verdade e Reconciliação, que teve como objetivo tornar públicas as atrocidades cometidas durante o período de segregação.

Os comentários estão desactivados.