Internacional

Emirados Árabes Unidos realizam primeiro casamento civil a casal não-muçulmano

Recorde-se que o casamento civil é raro no Médio Oriente e geralmente é realizado sob a autoridade de uma figura religiosa.


Um tribunal de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, emitiu a primeira certidão de casamento civil a um casal não muçulmano, apostando assim em mudar a sua imagem para a de um país mais liberal e progressista, avançou esta segunda-feira a agência noticiosa WAM.

O casal canadiano foi o primeiro a beneficiar desta nova lei sobre o estatuto dos não-muçulmanos no país. De acordo com a WAM, "a emissão deste primeiro contrato de casamento civil por um tribunal de Abu Dhabi abre um precedente na região".

O país tem-se esforçado nos últimos tempos para se apresentar como uma nação mais moderna, sendo que o país, onde 90% dos dez milhões de habitantes são estrangeiros, autorizou a coabitação, aligeirou as restrições ao consumo de álcool e aligeiro a obtenção de vistos de residência.

Recorde-se que o casamento civil é raro no Médio Oriente e geralmente é realizado sob a autoridade de uma figura religiosa. Embora vários países daquela região não reconheçam o casamento civíl, outros aceitam-no, como é o caso da Argélia ou da Tunísia.

No início de dezembro, o país decidiu que, a partir de 2022, o fim de semana deixará de ser à sexta-feira e ao sábado e passará a ser ao sábado e ao domingo, instaurando ainda uma semana de trabalho de quatro dias e meio, sobretudo devido a uma questão de competetividade. 

Assim, os Emirados Árabes Unidos passarão a ser o único país do Golfo onde o fim-de-semana não será à sexta-feira, dia de oração para todos os muçulmanos, e ao sábado.

 

Os comentários estão desactivados.