Politica

Costa "encaixa sempre… se não continuar primeiro-ministro, terá lugar em Bruxelas", diz Ana Gomes

António Costa reiterou que não ficará à frente do PS se não vencer as eleições legislativas. Ana Gomes comentou.


Ana Gomes comentou, através do Twitter, as declarações de António Costa, que reiterou que se irá demitir caso perca as eleições legislativas de 30 de janeiro.

“Ora, como eu disse há semanas, confirma-se que para António Costa, nestas eleições, é 'tudo ou nada': maioria absoluta ou vai embora”, começou por escrever.

“Ele encaixa sempre… se não continuar primeiro-ministro, terá lugar em Bruxelas. Quem ficar que se amanhe: [é] tempo dos militantes do Partido Socialista saírem do conforto da modorra”, acrescentou na mesma publicação.

Recorde-se que, em entrevista à CNN, esta segunda-feira, Costa disse que procura uma maioria absoluta a 30 de janeiro – isto é, “metade mais um” – e reiterou que, caso perca as eleições, se demitirá do Governo: "Se uma pessoa é primeiro-ministro durante seis anos, se durante seis anos os portugueses têm a oportunidade de acompanhar e avaliar o trabalho, e se ao fim de seis anos não dão confiança ao primeiro-ministro com uma vitória eleitoral, bom, isso é manifestamente um voto de desconfiança dos portugueses no primeiro-ministro e, então, aí eu tenho de tirar as devidas conclusões e demitir-me".

Os comentários estão desactivados.