Economia

Novo Banco, Santander e BCP sobem comissões

A atualização do preçário em 2022 deverá ser seguida por outros bancos, como acontece todos os anos.


Novo Banco, Santander Totta e BCP já têm previstos aumentos de comissões bancárias para o próximo ano. De acordo com o Novo Banco, os preços de muitos dos produtos e serviços, com aumentos designadamente em comissões de depósitos, de operações de crédito ou de pagamentos. Por exemplo, nos depósitos, um depósito à ordem com valor acima de 35 mil euros vai passar a pagar o mesmo valor que abaixo de 35 mil euros, ou seja, 62,30 euros por mês.

Também comissões de créditos sobem. No crédito pessoal de ‘leasing’ mobiliário (exceto viaturas novas) a comissão de montagem de contrato passa para 400 euros nas operações em carteira, quando de momento é de 314 euros no prazo até três anos e 380 euros acima de três anos. As comissões de processamento destes créditos passam para 36 euros trimestrais (face a 33 euros), avançou a Lusa.

Nos cartões de crédito também sobem as comissões, assim como há mexidas nas comissões de operações com cartões. Por exemplo, o cartão ‘verde’ passa de uma comissão de 10 euros para 15 euros e a substituição do mesmo cartão passa de 22,50 euros para 25 euros.

No Santander Totta, a partir de fevereiro a comissão da conta pacote sobe para 5,30 euros por mês e a comissão do cartão de crédito passa a 2,25 euros por mês (aplicável sob determinadas condições).

Já no caso do BCP, a informação pública é que no dia 05 de janeiro entram em vigor alterações nas comissões da conta ‘standard empresas’. Mantém-se o valor da comissão (se o crédito foi menor que 250 mil euros são 199,92 euros anuais, se o crédito for de valor igual ou superior a 250 mil euros a comissão é de 60 euros anuais), contudo, a isenção dessas comissões passa a ser apenas para créditos de valor igual ou superior a 2 milhões de euros.

Quanto à Caixa Geral de Depósitos, fonte do banco disse que não há novidades e que quando houver os clientes “saberão com tempo”, como obrigam as regras.

É certo que a atualização do preçário em 2022 deverá ser seguida por outros bancos, como acontece todos os anos. Os bancos, aliás, costumam alterar o preçário várias vezes por ano.