Internacional

Mulher assassinada pelo marido depois de recusar ter relações sexuais

Caso aconteceu no dia de Natal em Itália.


Vito Cangini, um homem italiano de 80 anos esfaqueou a esposa, Natalia Kyrychock, de 61 anos, até à morte depois desta prometer ter relações sexuais com ele mas ter mudado de ideias depois de ele ter tomado Viagra. Antes de a atacar fisicamente o homem terá acusado a mulher de estar atraída pelo seu patrão.

O caso aconteceu na habitação onde viviam, em Fanano di Gradara, na zona Este de Itália.

Segundo o Daily Mail, o homem terá morto a esposa, deixado o seu corpo ensaguentado no chão e ido para a cama. Na manhã seguinte, o suspeito tomou, alegadamente, o pequeno-almoço, foi passear o cão e voltou para casa como se nada tivesse acontecido. 

Mais tarde, o homem terá levado novamente o cão a passear e telefone para o restaurante onde a mulher trabalhava como chefe há dois anos e dito ao proprietário que ele nunca mais a veria, alegando que sabia que se passava algo entre os dois.

Apos esta chamada, o dono do restaurante ligou à polícia que se dirigiu à casa do suspeito e encontrou o corpo de Natalia com, pelo menos, quatro facadas, incluindo uma no coração.

O homicída foi detido e a presumível arma do crime foi encontrada no local. A investigção está a decorrer. 

 

 

Os comentários estão desactivados.