Vida

Marisa Tomei queria que a sua personagem nos filmes do 'Homem-Aranha' fosse lésbica

A atriz dá vida a May, tia de Peter Parker.


Marisa Tomei, que deu vida à ‘Tia May’ nos mais recentes filmes do Homem-Aranha, da Sony Pictures e Marvel Studios, revelou que queria que a sua personagem tivesse tido uma relação homossexual.

Em entrevista ao site Geeks of Color, a atriz, de 57 anos, afirmou que chegou a considerar que a sua personagem teria sido mais interessante se pertencesse à comunidade LGBTQ+ e namorasse com uma mulher. A ideia de Marisa Tomei surgiu aquando da morte de Ben Parker, o seu marido na saga, e antes de Happy Hogan, interpretado por Jon Favreau, ser apontado como seu interesse amoroso.

"A certa altura, mesmo antes da ideia do Happy aparecer, houve um momento em que eu senti que a May talvez devesse estar com uma mulher”, disse. 

Contudo, a atriz não queria namorar na ficção com “qualquer mulher”. Marisa Tomei condessou que queria que Amy Pascal, produtora executiva que supervisiona os filmes do Homem-Aranha, fosse a sua namorada.

“Eu, honestamente, queria muito que a Amy Pascal, da Sony, fosse a minha namorada. Eu estava tipo: ‘Ninguém precisa de saber [quem é a] Amy. Vou estar só ali numa cena e ela aparecia e eu dizia algo do género ‘Oi’, e seria uma coisa bem subtil’”, acrescentou.

O recente ‘Homem-Aranha: Sem Volta a Casa’ é o filme de maior sucesso na era pandémica. O feito foi alcançado após render mais de um milhar de milhão de dólares nas bilheteiras de cinema de todo o mundo.