Internacional

Vela acesa para recordar paciente que tinha morrido provoca incêndio e provoca três mortes

Caso aconteceu num hospital da Ucrânia.


Três pessoas morreraram na terça-feira devido a um incêndio que deflagrou num hospital em Kosiv, no oeste da Ucrânia. As chamas deflagraram a partir de uma vela que tinha sido acesa para recordar um paciente que morreu devido à covid-19.

O incêndio provocou ainda quatro feridos que tiveram de receber tratamento para queimaduras graves. Segundo as autoridades, tudo começou quando uma vela foi acesa por um funcionário perto de cinco botijas de oxigénio, que imediatamente pegaram fogo.

Duas das vítimas mortais era pacientes e a identidade da terceira vítima mortal ainda é desconhecida, assim como o paradeiro do funcionário que acendeu a vela.

O oxigénio puro em cilindros, comumente encontrado em hospitais e utilizado para tratar pacientes com covid-19 é altamente inflamável.

"A ignorância das leis elementares da física e o desprezo das regras de segurança levaram a perdas irreparáveis", lamentaram os serviços de emergência em comunicado. Foi aberta uma investigação ao incidente, informou a agência de notícias Interfax. 

Na Ucrânia, assim como no resto da ex-União Soviética, os incêndios e outros acidentes em hospitais ou lares de idosos são bastante comuns devido a infraestruturas degradadas ou negligência. 

Em fevereiro, quatro pessoas morreram no incêndio de uma unidade para doentes com covid-19 em Zaporokhie, no sul do país. No mesmo mês, um doente com covid morreu na explosão de uma fonte de oxigénio num hospital de Tchernivtsi, no oeste da Ucrânia.