Politica

Governo repudia críticas de Navalny

O ativista russo tinha acusado Portugal de ser a porta de entrada de Abramovich para fazer alguns "subornos" na Europa


Santos Silva considerou impertinente, “profundamente injusta” e “insultuosa” a crítica dirigida pelo ativista russo Alexei Navalny ao Governo português.

“Li a crítica dirigida a Portugal, que me parece uma crítica profundamente injusta: a ideia de que os funcionários portugueses carregam malas de dinheiro é insultuosa e não tem nenhum fundamento. E quando fazemos críticas sem fundamento, essas críticas não têm nenhuma pertinência”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros durante a Conferência de Imprensa do Conselho de Ministros,

Após a concessão da nacionalidade portuguesa ao multimilionário Abramovich, Navalny – principal opositor de Putin na Rússia – recorreu ao Twitter para acusar Portugal de ser uma porta de entrada para Abramovich poder “pagar alguns subornos e fazer alguns pagamentos” com destino à União Europeia e NATO.

Os comentários estão desactivados.