Internacional

Três centrais nucleares vão encerrar esta sexta-feira na Alemanha

Até ao final de 2022 vão encerrar outras três, deixando o país livre de energia nuclear.


A Alemenha vai encerrar na próxima sexta-feira três das seis centrais nucleares que ainda estão ativas no país, no âmbito de um plano de abandono deste tipo de energia no país até 2022.

As centrais de Brockdorf, Emsland e Gröhnde, todas no norte do país, vão encerrar no último dia de 2021, sendo que as de Neckarshaim 2, Isar 2 e Gundremingen C, no sul, fecharão no fim de 2022 tornando assim a Alemanha num país sem energia nuclear, adianta a agência de notícias espanhola EFE.

O plano está a ser aplicado com um consenso praticamente generalizado, sendo que só tem sido contestado pelo partido da extrema-direita AfD, mas, quando em 1998, o tema gerou controvérsia.

Até 2011, existia uma linha que dividia o Partido Social Democrata (SPD) e os Verdes - que rejeitavam a energia nuclear - da União Cristã Democrática (CDU) e o Partido da Liberdade (FDP) - que a consideravam como uma parte indispensável da matriz energética. O SPD era, contudo, defensor da energia nuclear mas mudou de posição com o aumento dos protestos antinucleares após o desastre de 1986 na central de Chernobyl, na Ucrânia, então parte da União Soviética.

Os comentários estão desactivados.