Economia

Impresa fala em “atentado nunca antes visto à liberdade de imprensa” em Portugal

Dona da SIC, Expresso e Blitz vai apresentar uma queixa-crime.


Depois de ter confirmado que a SIC, o Expresso e a Blitz foram alvo de um ataque informático que está a deixar os sites inutilizáveis desde esta madrugada, o grupo Impresa – que detém estes títulos – voltou a reagir.

“Num atentado nunca visto à liberdade de imprensa em Portugal na era digital, os sites do EXPRESSO e da SIC, bem como algumas das suas redes sociais, foram esta manhã alvo de um ataque informático”, lê-se na nota enviada às redações.

E acrescenta que os jornalistas tanto da SIC como do Expresso “continuam a noticiar o que de mais relevante acontece no país e no mundo através das páginas que permanecem ativas” no Facebook, Instagram e Linkedin.

A Impresa não explica se já conseguiu resolver o assunto mas a verdade é que os sites continuam em baixo. E, por isso, garante que “tem trabalhado com as autoridades competentes, nomeadamente com a Polícia Judiciária e com o Centro Nacional de Cibersegurança, e apresentará uma queixa-crime”.

Os comentários estão desactivados.