Sociedade

Do teletrabalho à reabertura dos bares e dos certificados à isenção de testes: Eis o que vai mudar

Saiba aqui o que foi anunciado por António Costa. 


O Governo esteve reunido, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros e decidiu novas regras que vão entrar em vigor já no próximo dia 10 de janeiro, segunda-feira. Sublinhe-se que o Executivo decidiu que o teletrabalho vai ser obrigatório até 14 de janeiro, dia para o qual está agendada a reaberturas dos bares e discotecas. Já as aulas arrancam dia 10 de janeiro, tal como estava previsto.

Medidas gerais

- Isolamento só de casos positivos e dos coabitantes

- Pessoas com dose de reforço isentas de isolamento

- Isenção de testagem para quem tenha dose de reforço há mais de 14 dias

Escolas

- Recomeço das aulas a 10 de janeiro

- Fim do isolamento de turmas

- Testagem nas próximas duas semanas

- Vacinação de crianças dos cinco aos 11 anos entre os dias 6 e 9 de janeiro

- Vacinação do pessoal docente e não docente, mediante senhas digitais, entre 6 e 9 de janeiro

Trabalho

- Teletrabalho obrigatório até dia 14 de janeiro e recomendado a partir dessa data

Estabelecimentos comerciais

- Lotação máxima de 1 pessoa/5 metros quadrados

Bares e discotecas

- Reabertura no dia 14 de janeiro

- Exigência de teste para acesso

- Proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública

Fronteiras

- Teste negativo obrigatório para todos os voos que cheguem a Portugal

- Sanções para as companhias de aviação

Certificado digital obrigatório para acesso a:

- Restaurantes

- Estabelecimentos turísticos e alojamento local

- Espetáculos culturais

- Eventos com lugares marcados

- Ginásios

Testagem (apenas para quem não tem a dose de reforço)

Teste negativo obrigatório para acesso a:

- Visitas a lares

- Visitas a pacientes internados em estabelecimentos de saúde

- Grandes eventos e eventos sem lugares marcados ou em recintos improvisados

- Recintos desportivos, salvo decisão da DGS

Os comentários estão desactivados.