Economia

Portugueses reclamaram mais em 2021: Portal da Queixa recebeu mais de 173 mil reclamações

Aumento foi de 7% face ao ano 2020.


O Portal da Queixa recebeu mais de 173 mil reclamações em 2021 e registou uma média superior a 500 reclamações por dia. Correio, transporte e logística; serviços da Administração Pública e comunicações, TV e media foram as três categorias mais reclamadas em 2021. O ano que passou, fica ainda marcado pelo aumento das queixas relativas a burlas online, mais reclamações no setor da saúde e também nos serviços públicos.

 Segundo os dados do Portal da Queixa, a evolução verifica-se pelo oitavo ano consecutivo, tendo registado um crescimento de 7% face a 2020.

“Num ano que continuou atípico, pelo contexto pandémico, os portugueses mostraram o seu descontentamento e insatisfação com vários serviços prestados. No Portal da Queixa, voltou a assistir-se a um novo recorde anual de reclamações registadas: um total de 173.853. Uma média diária superior a 500 reclamações durante os dias úteis da semana”, revela o site.

A análise do Portal da Queixa identificou quais os setores com o maior volume de reclamações em 2021. No top 5 estão: correio, transporte e logística; serviços e Administração Pública; comunicações, TV e media; informática, tecnologia e som e, em quinto lugar, água, eletricidade e gás.

 O Portal da Queixa diz ter registado, com o desconfinamento, um aumento de reclamações em categorias como desporto, ginásios e clubes e cultura, lazer e diversão. A análise efetuada indica que no top 5 das categorias com maior variação face a 2020 estão: internet, sites e negócios (uma subida de 46%); construção, indústria e manufatura (41%); desporto, ginásios e clubes (37%); mobiliário, decoração e eletrodomésticos (24%) e cultura, lazer e diversão (19%).

 De acordo com os dados analisados, o portal diz ainda que o ano passado fica marcado pelo contínuo aumento de queixas relativas às burlas online, reclamações relacionadas com o setor da saúde e o aumento das queixas dirigidas ao setor público.

 “O crescimento que temos vindo a alcançar, ao longo dos últimos oito anos, é reflexo da crescente importância do Portal da Queixa na vida dos consumidores portugueses. É inegável que somos a plataforma de referência para a partilha pública de reclamações. Os consumidores confiam no Portal da Queixa para resolver os seus problemas, mas também para os evitar”, diz Sónia Lage Lourenço, CEO do Portal da Queixa.

E acrescenta: “O ano que termina demonstrou, mais uma vez, o papel importante que temos numa nova realidade de consumo. Hoje, o consumidor está mais atento e exigente. As marcas que trabalham connosco sabem disso e estão na linha da frente para prestar um melhor serviço ao cliente. E o consumidor sabe que na nossa plataforma encontra informação real e isenta”.

Os comentários estão desactivados.