Internacional

Reino Unido. Boris Johnson acusado de corrupção

Primeiro-ministro britânico procurou fundos para reforma de apartamento de um doador de um colega conservador.


O primeiro-ministro britânico foi acusado de corrupção depois de surgirem rumores de que procurou fundos de um doador para a remodelação do seu apartamento.

Boris Johnson enfrenta novas acusações após as mensagens de WhatsApp recém-publicadas com o colega conservador Tory David Brownlow. Johnson chamou "gorjeta" a partes da sua residência em Downing Street e pediu "aprovações" para que o seu decorador, Lulu Lytle, pudesse "continuar" os trabalhos em novembro de 2020. No final,  assinou a mensagem, dizendo: "Ps: o grande plano de exibição irá reverter". Lord Brownlow respondeu: "Claro, peça a Lulu para me telefonar e nós vamos resolver isto o mais rápido possível!"

Na quinta-feira, Johnson foi obrigado a admitir um "humilde e sincero" pedido de desculpas pelos textos que não foram entregues ao seu conselheiro de ética independente durante um inquérito iniciado na primavera passada.

A primeira Grande Exibição foi realizada em Hyde Park no ano de 1851. Os planos para uma "Grande Exibição 2.0" foram discutidos por Brownlow e pelo então secretário da cultura, Oliver Dowden, semanas após as trocas de mensagens pelo WhatsApp, segundo mostram os registos oficiais.

Questionado sobre o que era o plano a que Johnson se tinha referido, o seu porta-voz disse que se tratava de uma "ideia que não foi levada por diante". Acrescentou que, em vez disso, o  "Festival UK" - anteriormente conhecido como Festival de Brexit - estaria a decorrer em 2022.

 

Os comentários estão desactivados.