Cultura

Homem preso por ameaça de bomba num concerto de Doja Cat

Um homem foi preso num concerto da artista Doja Cat nos Estados Unidos, depois de tentar “furar” a fila afirmando estar na posse de uma bomba.

 


Os fãs estavam na fila há mais de 12 horas para o concerto grátis em Indianápolis, EUA, no sábado, 8 de janeiro, quando, às 17 horas, quando um homem revelou às pessoas ao seu redor que possuía um dispositivo explosivo na sua mochila.

Ao site IndyStar, o xerife Joshua Baker afirmou que, após 20 minutos de buscas, nenhuma bomba foi encontrada e o espetáculo foi realizado como planeado

“Um fã queria avançar na fila e não teve muito juízo, dizendo aos que estavam ao seu redor na fila que tinha uma bomba na sua mochila. Alguém fez a coisa certa e chamou a polícia, mas no final, a mochila dele estava vazia”, declarou.

A investigação sobre a ameaça de bomba ainda está em andamento, confirmou o Departamento de Polícia Metropolitana de Indianápolis (IMPD) em um comunicado.

O espetáculo de Doja Cat foi parte da preparação para o College Football Playoff de segunda-feira, que verá os Georgia Bulldogs enfrentarem os Alabama Crimson Tide.

Os fãs fizeram fila durante a noite para entrar o mais rapidamente possível assim que o recinto abrisse. Durante esse período “lutaram” contra o gelo e a chuva enquanto as temperaturas caíam para -9C.

Após a espera, Doja Cat subiu ao palco por volta das 21h40, vestida com um conjunto que homenageou o campeonato de futebol.

Além da “ameaça de bomba”, o espetáculo continuou a ter percalços. Depois da cantora ter atirado um par de baquetas para o público, iniciou-se uma briga entre fãs. A artista teve de interromper o concerto para acalmar os ânimos. 

O fã responsável pelo caos inicial, acabou por ser preso por mandados pendentes não relacionados, segundo informou o departamento policial, no Twitter: “O Departamento de Polícia Metropolitana de Indianápolis prendeu um homem que tentou ultrapassar a segurança do Playoff Playlist Live, em Monument Circle. Testemunhas afirmaram à polícia que o indivíduo disse ter um explosivo com ele. As autoridades foram acionadas, revistaram a mochila do rapaz e não encontraram explosivos. O homem tinha mandados pendentes não relacionados e foi imediatamente preso graças a isso. Neste momento, encontra-se sob custódia policial”. 

 

Os comentários estão desactivados.