Internacional

Filhos não reconhecem a mãe depois de esta tapar mais de 40 tatuagens: "Senti-me enojada"

Aimee tem mais de 40 tatuagens, incluindo na cara. 


Um mulher de 23 anos ficou irreconhecível até para os próprios filhos depois de tapar todas as suas tatuagens para uma experiência. Aimee Smith acabou por provocar lágrimas na mãe e dúvidas nos filhos.

A jovem inglesa, que tem mais de 40 tatuagens, incluindo na cara, é conhecida por muitas pessoas como "a rapariga das tatuagens", tendo afirmado ao DailyStar que não consegue expressar o quanto as tatuagens fazem parte da sua vida.

"Eu vivo numa cidade tão pequena e toda a gente me conhece pela minha aparência. As pessoas não sabem o meu nome, para elas sou só a rapariga com tatuagens", referiu.

Mas apesar de serem uma grande parte da sua vida, Aimee aceitou cobrir as suas tatuagens para uma experiência. O problema foi que, quando se viu, a jovem ficou impressionada e teve mesmo de conter as lágrimas. 

"Para algumas pessoas é apenas estar coberto de maquilhagem, mas eu senti-me enojada em olhar para mim daquela maneira", disse Aimee. "Eu sei que é uma palavra forte mas eu senti-me horrível e desconfortável, parecia que estava a olhar para alguém que não conhecia", acrescentou.

Mas também a mãe da jovem ficou chocada com o que viu: "É muito difícil fazer a minha mãe chorar", referiu.

"Eu fiquei chocada ao ouvi-la dizer quão bonita eu estava, mas ao mesmo tempo, porque eu tenho tatuagens na cara há tanto tempo e elas fazem parte de mim, ela ficou tipo 'isto não é a minha filha'", revelou.

Aimee fez a primeira tatuagem na cara aos 19 anos e "transformou-se" recentemente para um episódio do programa 'Hooked on the Look'", explicando que decidiu fazê-lo porque alguns 'trolls' disseram que ela tinha arruinado a sua cara e que era inaceitável uma mãe ter tantas tatuagens.

A inglesa disse ainda que se queria lembrar de como era a sua cara antes das tatuagens, mas que a maquilhagem só a fez apreciar o seu estilo ainda mais e que desde que esteve no programa que se apercebeu do quão confortável está consigo própria.

"Depois das pessoas das camâras sairem eu só queria tomar um banho. Tive de ir buscar os meus filhos e o mais novo nem olhou para mim porque não me reconhecia. A reação deles só me fez perceber o quanto as tatuagens são parte de mim", explicou Aimee, acrescentando que até já fez coisas que nunca pensou ter a coragem de fazer, como ir a uma escola primária ensinar sobre tatuagens a crianças.

"Houve vezes em que me senti como um animal numa jaula por causa das minhas tatuagens, mas agora estou simplesmente orgulhosa de quem sou e não quero saber aquilo que os outros pensam", concluiu.