Sociedade

Igreja Católica. Primeiro dia de recolha de denúncias com cerca de 50 testemunhos

Linha telefónica "esteve quase sempre preenchida".


O primeiro dia aberto à recolha de denúncias de abusos sexuais na Igreja Católica portuguesa, através dos canais disponíveis para esse efeito, contabilizou cerca de 50 testemunhos.

Segundo revelou o pedopsiquiatra Pedro Strecht, coordenador da Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais na Igreja Católica Portuguesa, numa resposta enviada à agência Lusa, “a linha telefónica esteve quase sempre preenchida” e foram validados “cerca de 50 testemunhos”.

“Por inquérito online ou preenchido em telefonema foram já validados cerca de 50 testemunhos”, indicou o responsável, antevendo que este número seja superior, uma vez que a linha telefónica só encerrou pelas 20h00 e a declaração à agência noticiosa foi feita por volta das 18h30.

“A comissão congratula-se com o facto de a sua mensagem inicial ter sido bem acolhida por pessoas que foram vítimas deste tipo de abusos”, acrescentou.

Recorde-se que a partir de hoje, pelas 10 horas, ficou disponível um site com contactos (site https://darvozaosilencio.org) e um inquérito. Os testemunhos ou denúncias podem também ser feitos através do número 91 711 00 00 (dias úteis, das 10h às 20h).

Os comentários estão desactivados.