Sociedade

Portugal reporta pela primeira vez 40 mil casos diários e incidência ultrapassa os 3.600 casos

Lisboa e Vale do Tejo reportou maior número de casos - 15.943 - e 14 das 20 mortes registadas no boletim da DGS. Internamentos subiraram ligeiramente. Incidência de casos continua a crescer, ao passo que o RT volta a diminuir. 


Portugal registou pela primeira vez 40 mil casos diários por covid-19. Segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado esta quarta-feira, nas últimas 24 horas, foram dignosticadas 40.945 infeções e 20 mortes associadas à doença. O país soma agora um total acumulado de 1.734.343 infeções e 19.181 vítimas mortais.

No entanto, é necessário enquadrar estes valores tendo em conta a fase pandémica que o país atravessa agora. Se compararmos estes números com os de dia 12 de janeiro de 2021, nota-se uma diferença nos principais indicadores. 

Nesse dia, a DGS indicou que foram reportados 7.259 casos diários de covid-19, um valor que estava em fase de crescimento, tendo depois sido registados mais de 16 mil casos num só dia, no final de janeiro do ano passado. 

Contudo, a 12 de janeiro, a covid-19 fez 155 vítimas mortais e os hospitais tinham 4.043 pessoas internadas em enfermaria e 599 em Unidades de Cuidados Intensivos. 

Pelo segundo dia consecutivo, a região do Norte registou o maior número de novos casos nas últimas 24 horas: 15.943. De seguida, Lisboa e Vale do Tejo onde foram reportados 15.293 novos casos, o Centro com 4.850, Algarve com 1.241 e Alentejo com 1.133. Já relativamente às regiões autónomas, o arquipélago da Madeira registou 2.046 novos casos e o dos Açores 439.

O relatório divulgado esta quarta-feira dá conta de mais 20 óbitos. Destes, 14 registaram-se na região de Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Norte e um no Algarve. 

O número de doentes internados nos hospitais portugueses devido à pandemia de covid-19 subiu novamente, estando agora internadas mais 71 pessoas do que no dia anterior, num total de 1.635. Já em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) estão internadas 167 pessoas, mais 14 do que ontem.

A matriz de risco foi atualizada hoje. Segundo os dados da DGS, a incidência continua sem vista de abrandar - já é superior a 3.600 -, ao passo que o RT voltou a diminuir. A incidência nacional é agora de 3615,9 casos de infeção por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. Quando considerado apenas o território continental a incidência é de 3615,3. Já o Rt é agora de 1,23 tanto a nível nacional como continental. 

Por outro lado, venceram nas últimas 24 horas o vírus 33.482 pessoas, elevando o total de recuperados desde o início da pandemia para 1.438.268.

Há agora 276.894 casos ativos no país, mais 7.443 do que no dia anterior, e as autoridades de saúde têm 236.992 contactos sob vigilância, mais 12.262 do que o reportado do último boletim.

Consulte aqui o boletim na íntegra.

Os comentários estão desactivados.