Sociedade

Bruxelas admite problemas nos certificados de vacinação em Portugal

Em causa está a emissão de certificados na sequência da administração de uma dose de reforço. 


A Comissão Europeia alertou esta quinta-feira para a existência de problemas em Portugal na emissão de certificados covid-19 da União Europeia (UE) com a informação da dose de reforço da vacina, estando os técnicos da instituição em contacto com as autoridades portuguesas.

“É verdade que parece haver problemas em Portugal quando se trata da emissão de certificados na sequência da administração de uma dose de reforço. Os nossos peritos estão em contacto com as autoridades portuguesas”, confirmou fonte oficial do executivo comunitário à Lusa.

A informação foi avançada após terem surgido queixas de utilizadores que não conseguiram ter acesso ao certificado que atesta a administração da dose de reforço.

Em causa está o certificado digital da União Europeia, comprovativo da testagem (negativa), vacinação ou recuperação do vírus SARS-CoV-2, que entrou em vigor no início de julho do ano passado.

No final de dezembro de 2021, foi anunciado que o Certificado Digital covid-19 da UE iria passar a incluir informação sobre doses de reforço das vacinas, bem como a ter uma validade de nove meses para efeitos de viagem no espaço comunitário - esta medida apenas entra em vigor no início de fevereiro.

Os comentários estão desactivados.