Sociedade

Discotecas e bares reabrem esta sexta-feira

Espaços noturnos vão reabrir as pistas e clientes podem voltar a dançar, desde que tenham um teste negativo, que pode ser feito à porta dos estabelecimentos.


Portugal vai poder voltar a dançar em espaços noturnos, esta sexta-feira, depois das 22h, sendo apenas necessário os clientes sem dose de reforço apresentar o teste negativo para entrar em bares e discotecas.

Estas três semanas de encerramento, que começaram no dia 25 de dezembro, declarado pelo Governo como forma de conter o avanço de casos de covid-19, é agora anulada, depois da resolução do Conselho de Ministros de 6 de janeiro.

Para entrar nestes espaços, os clientes têm de apresentar um teste negativo à covid-19, com exceção de quem “demonstrar ter sido vacinado há pelo menos 14 dias com uma dose de reforço” contra a doença ou de quem tiver um certificado de recuperação.

São válidos testes PCR feito menos de 72 horas antes, rápido com menos de 48 horas ou autoteste feito à entrada do estabelecimento.

Onde posso dançar? Para celebrar o fim desta situação de Footloose, são vários os espaços noturnos que anunciaram planos para voltar em grande às pistas de dança.

Alguns dos mais populares espaços noturnos de Lisboa, nomeadamente o Lust in Rio, anunciou, esta quarta-feira, que iria reabrir as suas portas e irá contar com música de Gonçalo Roque, Ricardo Coimbra e Frank P.

Já o Urban Beach, que também vai voltar a receber os clientes nas suas pistas optou por uma tática de marketing diferente, com a festa Unknown, optando por guardar como segredo os artistas que irão atuar. 

No entanto, este não é o único sítio a receber festas, o Titanic Sur Mer, no Cais do Sodré, vai receber a Omelete Collective, um coletivo que conta com músicos e DJ’s, Olivetreedance, Cano Guru, Anais-Lin e Bistek Toe, mas também com artes circenses, Tatsuya, enquanto o espaço noturno Incógnito, vai contar com DJ Sets de Señor Pelota e Filipe Parada.

Espaços como o Lux Frágil, um dos pilares da noite de Lisboa, ainda não anunciou planos para a reabertura das pistas de dança.

Mais a norte, no Porto, é possível dançar no Maus Hábitos, com um tributo à música do início dos anos 2000, com curadoria de DJs como DJ SlimCutz, Peter Castro e D- One, ou no Café au Lait, com música eletrónica oferecida por DJ Lynce, Done Deal e um concerto de Vasco da Ganza.

Os comentários estão desactivados.