Sociedade

Ex-chefe da Casa Militar de Marcelo conhece sentença na segunda-feira

O Ministério Público teve de deixar cair o crime de abuso de poder.


O ex-chefe da Casa Militar de Marcelo Rebelo de Sousa (general João Cordeiro) deverá conhecer na próxima segunda-feira a sentença ditada pelo juiz Francisco Henriques pelo seu envolvimento no chamado caso Tancos. 

O general João Cordeiro foi acusado por um crime de falsas declarações, por ter dito que só soube da recuperação do armamento pela comunicação social, quando e-mails e troca de SMS – nomeadamente, entre ele e o então diretor da Polícia Judiciária Militar, Luís Vieira – indiciavam que estaria por dentro do conluio entre a PJM e os assaltantes com vista à recuperação do equipamento bélico, sem que estes viessem a ser acusados do furto.

O Ministério Público teve de deixar cair o crime de abuso de poder, porque a fundamentação para este crime foi assente em interceções telefónicas que só têm validade como prova para crimes puníveis com pena de prisão superior a três anos, o que não é o caso.

Os comentários estão desactivados.