Internacional

China contabiliza recorde mínimo de nascimentos em 2021

China está de mãos dadas com uma crise demográfica.


China contabilizou, no ano passado, o recorde de nascimentos mais baixo desde 1949, altura em que o departamento de estatísticas começou a reunir os dados.

Em todo o país, nasceram 10,62 milhões de pessoas o ano passado, uma taxa de 7,52 por mil pessoas, disse esta segunda-feira o departamento nacional de estatística. No mesmo período foram registados 10,14 milhões de mortes, uma taxa de mortalidade de 7,18 por mil indivíduos, produzindo uma taxa de crescimento populacional de apenas 0,34 por mil habitantes.

A população da China tem crescido ao seu ritmo mais lento desde 1960, e vem juntar-se aos resultados dos censos do ano passado, que registou um aumento médio anual de 0,53%, contra os 0,57% registados de 2000 a 2010.

A China, como grande parte do leste asiático, está de mãos dadas com uma crise demográfica, com taxas de natalidade mais baixas, e previsões de crescimento populacional negativo iminente e uma população envelhecida. Os números desta segunda-feira mostraram que a proporção de pessoas com mais de 60 anos na China aumentou de 18,7% em 2020 para 18,9%.

 

Os comentários estão desactivados.